Arquivo da tag: each

Hoje: Assembleia GEO + ato EACH + Comitê Contra Repressão

Assembleia GEO

GREVE
Escolha da delegação da GEO pro Comando

HOJE  12.08 às 18h no vão

https://www.facebook.com/events/351964068290151/

+

Culto pela descontaminação da EACH

HOJE 12.08 às 19h lá no templo de Salomão

https://www.facebook.com/events/1465089833758895

+

Comitê Contra Repressão

Hoje 12.08 às 19h na Praça Rooselvelt

https://www.facebook.com/events/1458548604410890

Informe da assembleia da EACH (29.07.14)

Enquanto não sai a ata da assembleia, segue o informe.

Ontem, às 18h na Faculdade de Saúde Pública da USP – ali pertinho do metrô clinicas – rolou a assembleia de estudantes da EACH. Esta contou com talvez cerca de 50 estudantes. incluindo um trabalhador da EACH, um estudante da Letras, outro da História, outro do geografia e do CEGE e outra do Audio Visual.

A assembleia iniciou com um informe sobre as assembleias de docentes – tanto a da each, quanto a geral da adusp – e outro informe do comando de greve. O primeiro girou principalmente em torno da aprovação do pedido de agravo na assembleia da ADUSP – uma medida judicial para questionar a não desintoxicação do campi da EACH. Já o segundo frisou a importância do dia 07.08 quinta para o futuro da greve na USP – neste dia (não) haverá a feira de profissões da USP, haverá piquetes, trancaços, depois disso acontecerá a assembleia de estudantes da USP (https://www.facebook.com/events/484415728361054/), e por último, a quinta e breja da Fanfarra do M.A.L. (https://www.facebook.com/events/292875320894823/). Ou seja, dia 07.08 é o dia de por a USP abaixo! (e a greve pra cima!)

Depois dos informes, rolaram diversas falas de estudantes da each debatendo sobre os pontos positivos e negativos da volta aos campi. Por um lado é ótimo, por outro a terra se mantém contaminada… Algumas propostas foram apresentadas e encaminhadas – depois na ata oficial deles estas serão apresentadas devidamente. Ressalto aqui duas:

– O ato “volta as aulas no palácio” que estava marcada para o dia 07.08 e tinha como mote o pedido de reabertura do campi, foi cancelado/transformado. Como o campi já será reaberto, o mote perdeu o sentido, todavia, como ainda há contaminação, a assembleia da EACH indicou um trancaço no campi butantã (concentração 11h no CEPE) exigindo solução imediata para a contaminação da terra no campi;

– A assembleia também discutiu a organização de uma semana de recepção das estudantes da EACH na primeira semana de aula;

bem, foi mais ou menos isso…

DESCONTAMINAÇÃO JÁ!SOMOS TODXS EACH!!

Ato em defesa da EACH

Evento: https://www.facebook.com/events/1443345979260424/

Quando: 04.08.14 às 11h

Onde: em frente a reitoria (butantã)

Descrição:

No dia 10 de março, a comunidade da EACH fez uma grande mobilização na Cidade Universitária para exigir do Reitor Zago um local adequado para início das atividades acadêmicas.

Após essa e muitas outras lutas travadas pela nossa escola, a Reitoria não respondeu à altura e nos ofereceu a Unicid, com espaços insuficientes para abrigar todos os cursos, e contemplando apenas os períodos da manhã e da tarde. O período noturno foi completamente negligenciado pelo plano do Zago e do Nakao, assim como toda a estrutura de bandejão, biblioteca e laboratórios. A Comissão de Graduação da EACH decidiu manter o semestre, e conseguiu garantir outros espaços para as atividades do noturno. Reconhecemos o esforço e o empenho dessa Comissão, composta pelos coordenadores de cursos da EACH.

Continue lendo

Fique por dentro da GREVE!!!

Informações sobre nossas pautas:

Comando de Greve da USP: http://greveusp2014.wordpress.com/

Curta a página no facebook: https://www.facebook.com/greveusp2014

– REPRESSÃO:

O QUE É?

– LIBERDADE PARA HIDEKI!
– Fim dos processos jurídicos e administrativos contra estudantes e trabalhadores – são mais de 100 estudantes, além de diversos trabalhadores do SINTUSP;
– Readmissão de estudantes expulsos. Ainda 3 estudantes estão eliminadas da USP por lutarem por moradia estudantil;
– Readmissão do trabalhador e diretor do SINTUSP Brandão. Outro caso explicito de perseguição política na Universidade do Estado paulista;

LINQUES:

Blogue liberdade para Hideki: http://liberdadeparahideki.org/

Comitê Estadual de Luta Contra Repressão: https://www.facebook.com/comitecontraarepressaosp
http://comitecontrarepressao.wordpress.com/

– COTAS:

 O QUE É?

– Reserva uma parte das vagas de todos os cursos da USP para estudantes negros, indigenas e de baixa renda.
– Decidimos reivindicar o projeto de cotas defendido pelo NCN e movimentos negros.

LINQUES:

– PL de cotas da frente: http://www.uneafrobrasil.org/images/conteudos/PL_COTAS_MOVIMENTOS.pdf
– Núcleo de Consciência Negra: http://www.ncn.org.br/ ou https://pt-br.facebook.com/nucleodeconsciencianegra
– Frente pró-cotas: http://frenteprocotasraciaissp.blogspot.com.br/

– PERMANÊNCIA:

– Melhorias nos programas de auxílio que garantem a permanência do estudante da classe trabalhadora na USP
– Mais blocos de Moradia estudantil, reajuste das bolsas (alimentação, moradia etc), mais bolsas;
– Devolução dos blocos K e L invadidos pela reitoria;

LINQUES:

– AMORCRUSP: https://www.facebook.com/amorcrusp.crusp

– EACH e PRECARIZAÇÃO:

– Solução imediata dos problemas ambientais do campis da USP leste;
– Retorno de estudantes a seu campis;
– Punição aos responsáveis pela crise ambiental;
– Contra o corte de bolsas com a desculpa da “crise” financeira;
– Contra a possibilidade de pagamento de mensalidades;

LINQUES:

– comando da each: https://www.facebook.com/ComandodeMobilizacaoEACH?fref=ts

 

APOIO as outras categorias da USP:

– SINTUSP: www.sintusp.org.br/

– ADUSP: www.adusp.org.br/

 

Moção de solidariedade a EACH

Nota da Assembléia da Geografia em Apoio a Greve da EACH.

 Atualmente a EACH (Escola de Artes Ciências e Humanidades da USP) encontra-se em greve geral de alunos, professores e funcionários.

A EACH foi construída em 2004 em um aterro de depósito de dejetos do Rio Tiete, de forma eleitoral e as pressas para que Alckmin pudesse utilizar em sua campanha eleitoral em 2006. Em 2011 o diretor da EACH foi acusado de ter depositado diversos caminhões de terra contaminada da construtora Cyrela no campus. Hoje 1/3 da EACH encontra-se interditada pela CETESB, por conter contaminantes que oferecem risco a saúde.

 Por se um campus afastado do conjunto do Butantã, sob a direção de George Boueri indicado pelo Rodas, o mesmo conduzia a fundo o projeto do PSDB, na tentativa de implementar uma USP cada vez mais elitizada e distante das demandas sociais. Em 2009 sofreram com a tentativa de implementação da UNIVESP (ensino a distância), em 2011 houve a tentativa de corte de 1200 vagas de cursos com demandas sociais, ainda hoje falta bolsas de permanência, moradia e creche no campus.

 A direção da EACH é acusada de improbidade administrativa, corrupção ativa, além da perseguição e repressão a alunos, professores e funcionários, através de sindicâncias e processos administrativos.

 No dia 11 de setembro, a EACH teve uma vitória histórica, em uma congregação aberta votada de forma paritária, conseguiu derrubar seu diretor, vice diretor e definiu diretas paritárias. Para além de uma vitória contra a direção, foi uma grande vitória contra o Reitor, uma vitória contra o governo do Estado e contra o arcaico regimento da universidade em ultima instancia, uma vitória que questiona a quem serve a universidade.

 Apesar do não reconhecimento Rodas, sobre a derrubada do diretor pela Congregação da EACH. Hoje existe um vazio de poder, onde o Rodas insiste que o vice diretor Edson Leite continue na direção, e a comunidade acadêmica não o reconhece, assim a EACH segue forte na luta por democracia, com as seguintes pautas:

 -FORA BOUERI E LEITE! DIRETAS PARA ELEIÇÕES DE DIRETOR JÁ!

 -QUE A CONGREGAÇÃO ASSINE AS CARTAS DE EXIGÊNCIAS DAS TRÊS CATEGORIAS!

 -PARIDADE NAS DECISÕES! ESTATUINTE SOBERANA COM AS TRÊS CATEGORIAS JÁ!

 -RESPONSABILIZAÇÃO DE JORGE BOUERI PELOS CRIMES AMBIENTAIS E DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA!

 Parabenizamos aos colegas e nos colocamos na mesma luta, por uma universidade mais democrática e para todos.”

Asssembleia de Geografia
Cege em Autogestão

Professores da USP Leste entram em greve contra contaminação ambiental no campus, por Pablo Ortellado

Professores da USP Leste entram em greve contra contaminação ambiental no campus, por Pablo Ortellado

Nesta terça-feira, 10 de setembro de 2013, os professores da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP, conhecida como USP Leste, decidiram em assembleia entrar em greve até que a USP cumpra as determinações da CETESB tornando o campus um local seguro para as cerca de 4 mil e quinhentas pessoas que circulam diariamente no espaço.

A decisão foi tomada após a CETESB e a Superintendência de Espaço Físico da USP instalarem uma placa interditando uma grande área do campus que está contaminada, colocando em risco a saúde da comunidade. A contaminação teve início em 2011 quando centenas de caminhões despejaram terra de origem desconhecida. Essa contaminação soma-se a uma contaminação já existente na área na qual foi construída a escola.

A CETESB já havia solicitado providências para assegurar a saúde da comunidade, mas a USP não cumpriu as determinações e recebeu um Auto de Infração em 25 de julho de 2013 tendo 60 dias para cumprir um grande número de exigências. O prazo expira no próximo dia 23.

Os professores exigem também a liberação de toda a documentação relativa à questão ambiental do campus e a responsabilização das autoridades universitárias.