Regras, acordos e caráter das mídias

O acordo.

Para que o Blog e a ideia das mídias funcionem é importante entender o caráter do debate e discussão que se espera de todos. Os textos la publicados NÃO representam as ideias do CEGE ou do grupo das mídias / comissão de comunicação. Os textos são de livre escrita e publicação, nenhuma ideia (desde que não vá contra o já acordado como política do CEGE) será censurada e é de se esperar que todas as entidades e organizações compreendam esse caráter (incluindo aquelas que constroem o CEGE). O direito de resposta está ai para ser usado.

Regras e caráter:

As mídias do CEGE foram idealizadas como uma forma de subverter a lógica da publicação e disseminação de informações e opiniões relacionadas aos alunos e movimentos da USP, especificamente os do curso de geografia – mas não necessariamente. Assim, as nossas mídias invertem a ordem que antes tinha o principal interlocutor centrado na direção da faculdade e da reitoria da USP, agora passando pela possibilidade imediata de que os alunos, trabalhadores e interessados podem publicar e disseminar seu conteúdo na revista Canhota, no blog milharal e no Geocast.

Partindo do nosso princípio de autogestão, toda e qualquer pessoa pode participar de qualquer mídia ligada ao CEGE, independentemente de cursar ou não USP e ser ou não da mesma linha ideológica dos outros integrantes. O conteúdo veiculado nas mídias terá necessariamente que respeitar a carta de acordos do CEGE e, a partir do momento que é publicado parte do consenso de ambas as partes, seja o corpo editorial que compõe e constrói a mídia, seja do autor do conteúdo.

A publicação tem suas especificidades de acordo com a mídia, mas é importante que haja um diálogo entre o autor e o formato no qual será publicado, onde o corpo editorial pode sugerir modificações (ortografia, coesão, formato etc…) e o autor tendo a liberdade de não cumprir as sugestões.

A partir do momento que o conteúdo foi publicado os seguintes direitos passam a vigorar:

Direito da mídia de manter no ar, caso assim seja decidido pelo grupo editorial ou, caso seja necessário, pelo CEGE, a publicação de qualquer autor, mesmo com o pedido para que retirem – tendo em vista que não quebrou nenhum acordo do CEGE.

Direito de livre resposta a qualquer um que assim ache necessário.

        Caso seja comprovado que algum membro do grupo editorial quebrou as regras aqui presentes o mesmo ficará impedido de participar na construção das mídias, mas poderá publicar em qualquer uma delas como qualquer outro.

Podcast:

O podcast está dividido em duas séries diferentes: o Geocast e o Plantão Geocast.

O Geocast é o podcast no qual estão as discussões mais bem fundamentadas, onde há opiniões diversas e a discussão de temas. A gravação é feita via skype, aberta ao público mas com limite de 5 pessoas no bloco assembleia. Ele é estruturado em: rádio guerrilha, onde se faz um calendário dos movimentos correlatos a mídia; questão de ordem, onde se abre o tema a ser discutido e se chamam as falas etc..;  assembléia, onde se discute o tema com os participantes do geocast; e encaminhamentos, onde os participantes fazem indicações culturais e deliberações finais.

O plantão Geocast é um podcast onde se encontram entrevistas e conversas sobre temas mais urgentes e do momento. Nesta série não exatamente um formato para se tratar o tema, pode tanto ser um conversa entre os alunos, uma entrevista com um conhecedor do assunto, etc…

Os podcast gravados são postados no youtube do CEGE e passados para o facebook na página do CEGE e no perfil do José Silva, além disso será passado para o Blog e impresso na forma de QR code na Canhota. Frequência Geocast: Mensal. Frequência Plantão: Quando tiver.

*Cada tema, ao ser construída a pauta, será discutido por uma equipe alinhada ao tema. Essa equipe será definida pelo núcleo duro do Geocast.

Blog

        O Blog aceita qualquer tipo de publicação desde que relacionadas com os temas da universidade, geografia ou movimento estudantil. As publicações passam por uma revisão rápida lembrando as informações já discutidas anteriormente no documento.

        O Blog tem um funcionamento simples: a publicação é enviada para o nosso e-mail, revisamos e entramos em contato com x(s) autor(xs), entramos em acordo com a versão final e postamos no Blog. A partir do momento que o acordo é feito e a postagem entra no ar todos os direitos acima citados entram em vigor. Para protestar sobre alguma postagem é possível indicar a questão em alguma reunião da revista do CEGE ou simplesmente mandar uma mensagem para nós pelo e-mail.

A divulgação dos textos será feita necessariamente pelo josé silva e página da autogestão indicando autor e tema do texto.

O nosso formato atual funciona da seguinte maneira: na parte superior há abas que distinguem cada uma das mídias, ou seja, revista, geocast e arquivo: revista abarcando todas as publicações feitas, incluindo as revistas no modo virtual; geocast terá os post do youtube e links para download do geocast; e o arquivo vai abrigar textos e links para download de textos das aulas. Além disso também há a barra lateral com atalhos para páginas (incluindo essa página), calendário, barra de procura, etc…

Canhota

A revista do CEGE tem uma relação estreita com o BLOG. Ela tem um tema norteador dos textos que serão publicados, tendo assim: um editorial criado pela equipe que efetivamente toca a revista, textos dos GT’s do CEGE, uma área específica para os textos que fazem parte do tema e, por fim, uma parte para textos selecionados do BLOG. Assim a canhota é a mais trabalhosa das mídias. A seleção dos textos será feita de duas formas: o autor(xs) indicar que gostaria que o texto seja publicado na canhota – o que será discutido e acordado com o autor – e o texto ser feito com o intuito de ser publicado na canhota, ou seja, ter tema semelhante e ter o intuito de ser somente publicado na revista. Há também a possibilidade de levantarmos textos já publicados em locais como a paisagens ou o boletim da AGB, por exemplo.

Esse texto será aprovado pela assembléia do CEGE.