Arquivo diários:25 de maio de 2017

GT de Permanência estudantil

A situação não está boa para a permanência da Universidade de São Paulo. Muitos de nossos veteranos e calouros foram negados de auxílios básicos por conta de um aumento da demanda por permanência estudantil. Até onde nós conseguimos averiguar só um calouro conseguiu vaga no CRUSP e uma grande quantidade dos veteranos que tinham algum auxílio como moradia e alimentação não conseguiram a renovação.

Essa situação se deve a dois fatores principalmente: o aumento da nota mínima para ser elegível, relacionada ao aumento da demanda pela permanência estudantil; e o rebaixamento da nota dos veteranos. Os critérios que a SAS usa para nos classificar não são transparentes e passiveis de uma crítica mais objetiva, por que eles não o divulgam, mas encontramos absurdos como classificar irmãos gêmeos de forma diferente ou considerar hora extra como renda fixa. Continue lendo