Eu vi nas cidades

Por: Fábio

eu vi nas cidades

de modo geral

indivíduos desenvolvidos

certos de que no centro do mundo

estavam seus próprios umbigos

eu vi nas cidades

sujeitos liberais

amantes do livre mercado

agressores de índios, mendigos, homossexuais

 

eu vi nas cidades

relações patriarcais

e das vítimas delas

nada diziam os telejornais

 

eu vi nas cidades

sindicatos patronais

defendendo a terceirização e a morte

de operários banais

 

eu vi nas cidades

o extermínio da população negra e periférica propagada por brancos policiais

senão brancos na pele,

brancos na alma, nos ideais

 

eu vi nas cidades

catracas em todos ônibus, estações, terminais

 

mas vi também atos massificados

fechando todas marginais

barrando o fluxo de mercadorias

liberando o de novos valores morais

vi piquetes, ocupações

e greves gerais

trabalhadores enfrentando cachorros com cassetetes, estudantes incendiando bancos

cujo fogo aqueceu noites até então pouco termais

anunciando um dia novo

no qual raízes horizontais

quebrarão o chão de concreto

para o brotar de um solo livre de classes sociais