Arquivo diários:13 de agosto de 2014

Campeonato de Futebol da Greve – [NÃO TEM ARREGO!]

 

massificar e fortalecer a radicalização da greve com ousadia e alegria! -> neste final de semana, todos para o acampaço em frente à nova reitoria.

o comando de mobilização da geografia convida todo mundo (de todos os cursos, de todos os sexos, de todas as idades, de todos os setores) para um campeonato de futebol neste sábado.

[REGULAMENTO]
-> o mesmo da copa rebelde: https://coparebelde.wordpress.com/
time mistos. o juiz é a plenária!

LOCAL: nova reitoria, em frente à prainha da ECA. quem vier de BUSP é só pedir para descer em frente aos bancos.

HORÁRIO: as inscrições começam às 9h.

QIB contra o corte de ponto

https://www.facebook.com/events/272814659575627/

[descrição]

CANiL_ e CALC CONVIDAM:

Essa edição da Quinta i Breja será em solidariedade aos trabalhadores da USP que estão sob cruel ataque da reitoria. Há 79 dias (80 dias, na quinta) tentando enfiar o arrocho goela abaixo, mantendo as negociações fechadas, Zago agora deixou funcionários de diversas unidades da USP sem salário.

Para que essas famílias não fiquem totalmente sem sustento até que a greve faça o reitor recuar e devolver os salários, foram tiradas diversas atividades para levantar fundos, como essa QiB.

VENHAM TOD@S encerrar esse longo dia de luta e tomando uma breja pelo Fundo de Greve.

//BREJA BARATA// DESTILADOS// X-GREVE (SE SOBRAR)

PROGRAMAÇÃO em construção: Heróis da Rua Debaixo // e +

TOD@S AO ATO NO PALÁCIO!
TOD@S À ASSEMBLÉIA DOS ESTUDANTES!
TOD@S À QUINTA I BREJA!

Para doar diretamente ao Fundo de Greve:

BANCO DO BRASIL
AGÊNCIA 7068-8
CONTA POUPANÇA 5.057-1 (variação 51)

(artigo) USP: Em recepção de Fábio Hideki, trabalhadores em greve exigem liberdade imediata à Rafael Braga.

artigo em pdf

USP: Em recepção de Fábio Hideki, trabalhadores em greve exigem liberdade imediata à Rafael Braga.

Celso Jr – São Paulo, 12 de agosto de 2014.

Após grande campanha pela liberdade do estudante e funcionário da USP Fábio Hideki, trabalhadores em greve manifestam-se pela liberdade imediata do jovem negro Rafael Braga, único preso ligado às manifestações de junho de 2013, mesmo após a perícia técnica da polícia ter divulgado que os desinfetantes que o rapaz transportava não eram materiais explosivos.

A manifestação ocorreu nesta segunda-feira, 11/8, por volta do meio-dia, quando centenas de trabalhadores da Universidade de São Paulo, que estão em greve há mais de 70 dias, realizaram uma grande recepção ao colega Fábio Hideki, em meio à Assembleia geral da categoria.

O caso de Braga ficou bastante conhecido após ter sido relatado por jornais internacionais e uma grande campanha internacional a partir da Anistia Internacional e grupos de direitos humanos.

Cleber de Oliveira, funcionário do setor de manutenção na Universidade, aponta elementos políticos nos dois casos. “Fica claro se tratar de perseguição política. Tanto a prisão de Rafael Braga em 2013 como a de Hideki neste ano, têm objetivo de atacar duramente todos os movimentos sociais que se manifestaram nos respectivos casos”.

E argumenta sobre conotação racial no caso do Rio de Janeiro. “Entretanto, vejo também que, no caso de Rafael Braga ainda se mantém a lógica racista do Estado e da Justiça, pois Rafael não tinha nenhum envolvimento com aquelas manifestações, e mesmo com a comprovação técnica de que ele não portava material explosivo, o rapaz negro continua preso”, afirma Oliveira.

Campanha na greve

Os trabalhadores da USP além de encaminharem uma grande campanha durante a greve pela liberdade do colega Fábio Hideki, também disponibilizaram assessoria jurídica por via de seu Sindicato.

Para Magno de Carvalho, dirigente do SINTUSP, o empenho dos advogados do caso teve papel importantíssimo para a liberdade do manifestante. “A nossa luta foi muito importante, sem dúvida, mas se não fosse o esforço desses companheiros no aspecto jurídico, o Fábio não estaria aqui.”

Claudionor Brandão, um dos dirigentes do Sintusp e demitido político, destacou que Luiz Eduardo Greenhalgh, advogado do caso, observou em conversa que já teve oportunidade de defender pessoas muito conhecidas, mas em nenhum dos casos houve tanta solidariedade como no caso de Hideki. “É mais uma demonstração da clareza que ficou pra todo mundo do quanto foi injusta a prisão dele, do quanto se tratava de uma perseguição e de um esquema montado”, observou o sindicalista.

Continuação da campanha

Para o funcionário Cleber de Oliveira a contribuição dos trabalhadores na campanha de Rafael Braga é uma iniciativa importante para que a categoria discuta as diferenças de tratamento dado pelo Estado, quando se envolve a questão racial.

“Compreendo que o fato do companheiro Hideki ser estudante e funcionário desta Universidade, houve grande comoção na comunidade universitária por sua liberdade, além do total apoio de nosso sindicato. Da mesma forma podemos contribuir pela liberdade de Rafael, do Rio de Janeiro”, avalia o funcionário da USP.

No Rio de Janeiro e São Paulo, movimentos sociais estão organizando reuniões para discutir a ampliação da campanha do caso Rafael Braga, que já tem audiência marcada para o próximo dia 26 de agosto.

rafael braga

Moção de repúdio à proposta de fechamento do Vão Livre

mocao de repudio ao fechamento do vao em pdf

Moção de repúdio à proposta de fechamento do Vão Livre

Nós, estudantes de geografia reunidas em assembleia e organizadas no CEGE autogestionário, gostaríamos de expressar nosso total rechaço à absurda proposta de fechamento do Vão Livre. Entendemos que manter o acesso à este espaço livre é fundamental para a convivência e organização das estudantes, pois é onde historicamente nos encontramos – seja para festejarmos, seja para realizarmos debates, assembleias, ou mesmo só pra conversarmos.

Neste sentido, gostaríamos de deixar claro que, independente desta proposta vir a ser aprovada nos fóruns burocráticos da universidade (como os Conselhos Deparmentais ou a Congregação da FFLCH), nós faremos absolutamente o que for necessário para inviabilzar o fechamento do Vão e garantir que o acesso a este se mantenha permanentemente LIVRE!

FECHAMENTO DO VÃO:
NÃO PASSARÁ!!!

Assembleia de estudantes de geografia
CEGE USP Autogestão

 

HOJE: GT autogestão ECA + GT Encontro Estudantil das Estaduais + Debate do DCE

Mais um dia de greve,
mais um dia de luta,
mais um dia recheado de atividades!

14h na Prainha ECA:
Reunião do GT autogestão da ECA!
Em defesa da democracia direta!
Pelo fim do parlamentarismo estudantil!
https://www.facebook.com/events/701609859875220/

16h em frente a Nova reitoria
1° reunião do GT Encontro Estudantil das Estaduais
Pra construir e organizar o 2°Encontro (será 23 e 24 de agosto)
https://www.facebook.com/events/284774778385363/

18h no auditório da história
Debate do DCE com intelectuais
https://www.facebook.com/events/714507265269502/

 

E amanhã tem:

ASSEMBLEIA GERAL

18h na frente da reitoria!