Ata da Plenária Unificada Estudantil das três Estaduais

Ata (semi-completa) em pdf:Ata da Plenaria Estudantil das 3 Estaduais (parcial final)

Abaixo somente as resoluções.

:RESOLUÇÕES DA PLENÁRIA:

EIXOS UNIFICADOS ESTUDANTIL
 - Eixos prioritários e unificadores para o movimento estudantil das três
estaduais:
- Programa de cotas raciais e sociais já (de acordo com as reivindicações
dos coletivos negros);
- Programa de permanência estudantil (de acordo com as reinvindicações dos
fóruns e entidades das moradias estudantis);
- Fim dos processos contra estudantes e trabalhadorxs. Readmissão do
trabalhador Brandão do SINTUSP demitido por motivos políticos. Liberdade
imediata para Fábio Hideki;
- Contra a precarização e cortes de gastos. Solução da crise da EACH (de
acordo com as reivindicações das assembleias e fóruns de estudantes da USP
leste), e dos problemas estruturais de Limeira e Piracicaba da Unicamp e
os campi experimentais da UNESP (também de acordo com as reivindicações
dos fóruns de base destes campis);

ARTICULAÇÃO DO M.E.
-Articulação do movimento estudantil das três estaduais:
- Para fortalecer a unidade estadual de estudantes, construir e socializar
o acúmulo de debate sobre nossas pautas, a partir da base mobilizada e
independentemente das burocracias: construir um Encontro Estudantil das 3
Estaduais no final de semana do dia 9 e 10 de agosto, na USP (caso não
role, será na UNICAMP), por delegação de entidades de base (1 por
entidade) referendadas em fóruns de base, em agosto, a ser organizado por
uma comissão;
Comissão responsável: Zapata (MAR), João (FILOUSP), Nelson (LETRASUSP),
Daniel (UNICAMP), Daniel (MAR), Giovana (MAR), Dimas (Assis), Amara
(Rosana), Guilherme (Araraquara), Bruno (Franca), Hugo (GEOUSP), Bruno e
Cazuza (Ourinhos);
 - GTs de debate sobre eixos:
- Indicar a criação de GTs sobre os eixos unificados da greve nos cursos e
unidades, para proporcionar um acúmulo de debates e formulações para o
próximo Encontro;

CAMPI EXPERIMENTAL
 Sistematizar as demandas das unidades experimentais num único bloco para
que elas possam ser expressivas entre as pautas da greve. A partir da
organização de espaços onde os experimentais possam efetivamente discutir
suas demandas, vinculadas às discussões que ocorrem na CEM: realização de
fóruns e semanas de formação política dos discentes juntos a categoria
trabalhadora;
Comissão dos campi experimentais: Ivan (Marilia); Amara (Rosana); Thaís
(Rio preto); Chorão (Rosana); Cazuza (Ourinhos); Alice (Ourinhos); Mike
(USP)

CAMPANHA UNIFICADA CONTRA REPRESSÃO
- Criar comitê estadual para tocar uma campanha contra a criminalização da
luta e a violência policial, e fortalecer campanhas contra a repressão já
em curso. Pontos levantados: solidariedade ao companheiro Hideki, 42 da
categoria metroviárixs demitidxs, todxs os presxs políticxs, xs
processadxs das estaduais paulistas, as reintegrações de posse (Araraquara
e Rio Claro) e o assassinato da atriz Lua de Presidente Prudente. Criar
material visual, canal de comunicação online, atividades presenciais
(primeira atividade proposta: debate com metroviário demitido, indicar a
construção dum ato em agosto descentralizado) e de acordo com a
possibilidade atos. Campanha visual em defesa de Fábio Hideki,
metroviárixs demitidxs e contra a PM: produção de canal online; produção
de lambe, estêncil pichações nos campi e nas cidades. Que essa campanha
seja levada para todos cursos e que sejam impulsionados a partir deles;
Responsáveis por campis: Vania (mus usp), Diego (mar), Breno (mar),
Guilherme (arar), Natália (Rio Preto), Talita (Rio Preto), Giovana (mar),
Daniel (unicamp), Alexandre (Mar), geografia usp, letras usp, história
usp, filosofia usp, rio claro;

CORTE DE PONTO
 Em caso de corte de ponto, fortalecer campanha financeira de
solidariedade e campanha política em defesa da legitimidade da greve;
ATOS CONTRA A PRIVATIZAÇÃO E A REPRESSÃO
Dias estaduais de atos descentralizados contra a privatização/repressão!
Indicativo de data 27 e 13;

PRODUÇÃO DE VÍDEO

Vídeo para reflexão:

O vídeo começa com quatro palavras: injustiça, preconceito, repressão e tortura. Cada palavra aparece sozinha, seguida de imagens de imagens que passem sua ideia. Exemplo:

Injustiça: criança miserável, foto de favela ao lado de área da elite, olho chorando.

Repressão: boca tampada cm uma mão, imagens de atos recentes (gás lacrimogêneo, manifestantes feridos etc etc etc);

Tortura: arame fardado, imagens chocantes de tortura, mão pedindo socorro.

Em seguida, as frase:

“Se, não existe liberdade. Amanhã a vítima pode ser você”

Trilha sonora impactante, imagens fortes.

Aceitando sugestões e precisando de ajuda;

Alunos para ajudar: Vânia (música USP) Diego (Marilia)

SOLIDARIEDADE NA LUTA

Compor todos atos e piquetes dos trabalhadorxs em cada local de trabalho, incluindo o ato de 17/7;

LINGUAGEM INCLUSIVA

Resolução: Entendemos que a questão das opressões (racismo, machismo e lesbo-homo-trans-fobias) perpassam todos os nossos eixos de luta, e devem ser  seriamente consideradas em todos os nossos espaços de debate, formulação e mobilização.
Responsáveis: Cainã e Cazuza (Ourinhos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*